Com o mercado cada vez mais competitivo e em tempos de crise, construir brand awareness ou “conhecimento da marca” é uma tarefa crucial para todas as empresas que desejam ter sucesso com seus esforços de marketing para promover um produto ou serviço. 

E qual empresa não quer ter sucesso?

Essencialmente, o reconhecimento de sua marca é o nível em que as pessoas veem sua marca e sua oferta como uma opção legítima para atender a um desejo ou necessidade específica do mercado.

Quanto mais alto o nível de conhecimento, maior a probabilidade de sua marca estar no mix quando seu público-alvo entrar na fase de consideração de compra da jornada do consumidor.

Portanto, se você deseja colocar sua marca na mente do seu possível cliente quando ele está considerando qual solução comprar, é fundamental aumentar o conhecimento e alcance dela. 

Antes de seguir adiante, é bom avisar: pare de usar táticas cansativas e recicladas! Lembre-se que o seu público, a sua persona, estão sempre em busca de algo melhor. 

Para garantir que se faça uma impressão duradoura como a opção mais popular no mercado, você precisa de algumas estratégias comprovadas e bem sucedidas por especialistas de marketing, na busca dos melhores resultados. 

Quando falamos de awareness, estamos nos referindo a um indicador capaz de apontar a força de uma marca no mercado. Pode-se dizer que o pico dessa relevância ocorre quando ela vira sinônimo da solução que oferece.


Leia também


Você certamente já se referiu ou ouviu alguém fazendo referência a um produto chamando-o pela marca. Não consegue pensar em nenhum exemplo agora?

Seguem alguns dos mais conhecidos no mercado: Gilette (lâmina de barbear), Coca Cola (refrigerante), Sucrilhos (cereal), Durex (fita adesiva), Leite Moça (leite condensado), Omo (sabão em pó), Cotonete (haste flexível). 

Separei 10 dicas, que compartilho agora para você colocar a mão na massa e fazer o seu brand awareness decolar: 

1. Encontre os clientes ou prospects onde eles estão!

Quando você sabe quem é o seu público e onde ele se reúne, pode planejar uma estratégia para fazer com que sua mensagem chegue até ele.

Ao identificar isso, entenda como e onde eles têm maior probabilidade de serem receptivos à sua mensagem. Você pode elaborar um plano para adaptar as mensagens a esses ambientes específicos.

Podem ser mensagens que venham na forma de publicidade paga (mídia online) , postagens sociais orgânicas ou conteúdo de blog relevante. O objetivo é ajudar seu público a entender que sua marca existe como uma opção legítima para um desejo ou necessidade que eles têm.

O plano que resulta nas decisões tomadas aqui é tanto sua estratégia de marketing quanto sua estratégia de reconhecimento de marca. 

2. Marque presença e interaja com o seu público

As empresas muitas vezes se empolgam com os canais de marketing tradicionais e se esquecem de acompanhar as tendências do seu público. Procure analisar:

-Qual comunidade está sendo a mais relevante para eles neste momento? 

-Quais sites ou redes eles seguem? 

-Quais desafios ou dores estão enfrentando? 

Saiba as respostas para essas perguntas e torne-se parte de suas comunidades, interagindo e preocupado legitimamente com alguma entrega de valor. 

3. Crie conteúdo autêntico e compartilhe

Você já deve estar cansado de ouvir falar que conteúdo relevante faz toda a diferença. Mas, acredite, isso é cada vez mais importante! 

Atividades como participar de lives e videoconferências, escrever artigos e construir seguidores nas redes sociais contribuem para aumentar a consciência da marca com clientes em potencial e construir sua credibilidade com uma comunidade maior.

Em vez de tentar iniciar seu próprio blog ou criar vídeos com conteúdo, tente contribuir regularmente para blogs que já possuem bom tráfego em seu setor de atuação ou boletins informativos de organizações com ideias semelhantes, alcançando o mesmo público-alvo que você. 

Certifique-se de colocar o endereço do seu site, perfil, página ou informações de contato nele para que possam encontrar você e fazer o acompanhamento. Quando seus artigos estiverem disponíveis online, certifique-se de enviá-los via redes sociais para todos os seus amigos, seguidores e contatos. 

Não deixe que as redes sociais o enlouqueçam, você não precisa estar em todos os lugares, não importa qual plataforma você escolher, basta escolher uma ou duas que sejam autênticas para você. Deve parecer e soar como a marca que você construiu.

4. Tráfego do site

Ter um bom site, adaptado para mobile, rápido e com bons conteúdos faz toda a diferença. Ampliar os acessos e visitas é parte obrigatória do processo. 

Quanto mais visitantes você tiver em seu site , mais pessoas saberão sobre sua marca.

Se você está colocando mensagens de reconhecimento de marca no mercado e os visitantes no seu site estão aumentando, essa é uma indicação clara de que suas mensagens estão chegando .

O Google Analytics pode ajudá-lo a analisar as origens desse tráfego e, portanto, quais mensagens estão se mostrando mais eficazes para direcionar o tráfego e aumentar a conscientização.

5. Crie um funil de nutrição

Para criar um funil de nutrição bem-sucedido, você deve primeiro identificar uma palavra-chave para a qual seu site possa ser classificado na pesquisa orgânica do Google. 

Crie conteúdos incríveis em torno dessa palavra-chave e adquira links para o conteúdo usando posts de convidados, rodadas de links, páginas de recursos e muito mais. Adapte o conteúdo criando um vídeo de formato longo e depois poste-o no YouTube. 

Você deve, então, criar micro-vídeos sobre o tópico usando os resultados do modelo avançado. Isso significa que você criará um pequeno vídeo de 3 a 5 minutos sobre tópicos interligados que agregam muito valor. 

No final do vídeo, você incluirá uma frase que chama para a ação (CTA). Pode ser um convite para o usuário visitar seu post recém-publicado no blog ou se inscrever para receber algum tipo de isca digital. 

Em seguida, faça anúncios no Facebook ou Instagram, usando seus micro-vídeos e teste quais têm o melhor desempenho. Certifique-se de ter um objetivo claro para medir o desempenho dos anúncios. 

Por último, incentive seus novos contatos de email ou leads e lance seus produtos para eles. Incentive os visitantes a assinarem uma newsetter, por exemplo, para que se tornem contatos da sua lista. 

6. Tenha uma identidade visual própria

Seja escolhendo as cores do seu site ou redes, ou pela construção de uma logomarca diferenciada, a verdade é que muitas marcas são identificadas facilmente pela sua identidade visual.

Você não precisa por exemplo, ler a palavra “Nike” para identificar um comercial da marca, não é mesmo? Basta visualizar seu logo que lembra um bumerangue e logo remete aos tênis famosos e as roupas da marca. 

Uma das marcas mais famosas usa muito bem as cores e símbolos. O que dizer do “M” de McDonald’s e suas cores vermelha e amarela? Agora com uma nova estratégia de se “abrasileirar” como Mequi. 

E a maçã mordida é inconfundível para identificar a Apple.

Pense em quantas marcas você reconhece na hora que se depara com alguma de suas peças visuais. Use isso a seu favor: Imagens, cores, fontes e símbolos são aliados nessa estratégia.

7. A satisfação do seu cliente deve ser levada a sério!

Não custa nada lembrar que credibilidade é tudo no disputado mercado de marcas e vendas. Um dos principais componentes na reputação de uma empresa são os seus clientes.

Se o relacionamento com o seu consumidor é cultivado, através de uma boa interação e atenção às expectativas do produto, ele talvez não entre em contato para fazer elogios, mas certamente vai falar bem de você para outras pessoas.

Por outro lado, se há insatisfação, ele fará com que a sua queixa chegue não só a você, mas a toda a sua rede de contatos.

Fique atento aos meios que o cliente (consumidor) tem à disposição, como as redes sociais. Trate cada cliente como se fosse único, permitindo que ele sempre veja vantagem em negociar com a sua empresa ou fazer uso de suas soluções.

Você deve batalhar para que ele tenha uma visão positiva sobre a marca, o que se traduz em confiança e credibilidade. Se tiver estrutura, monte uma boa equipe de relacionamento ou atendimento ao cliente pré e pós venda. 

8. Crie pesquisas ou guias práticos e promova

Pode parecer um grande desafio, mas busque tornar-se um especialista em seu nicho. Não importa o tipo de negócio, você pode publicar uma ideia sobre pesquisas, diretrizes ou uma lista de verificação. 

Escolha as palavras-chaves certas, prepare o conteúdo de nível A, obtenha bons backlinks para ele e promova-o nas redes sociais.

Quando você chegar à primeira página do Google, outros sites começarão a usar seus dados em seu conteúdo. Eles mencionarão você e adicionarão backlinks. Até mesmo concorrentes diretos podem mencionaram os dados de sua pesquisa. 

9. Seguidores que viram fãs

Esqueça aqui das métricas da vaidade. Parta do princípio que quantidade não é qualidade, por isso procure ter e alcançar seguidores que estejam realmente querendo o seu produto ou serviço. 

Esta é uma das indicações mais óbvias de reconhecimento da marca. Diferentes marcas usam diferentes plataformas de redes sociais. Algumas marcas têm melhor desempenho no Linkedin, enquanto outras são mais eficazes no Instagram.

Depende muito do tipo de negócio e dos testes que você puder realizar. Por isso, identifique quais plataformas valem a pena seu esforço e tente quantificar o valor de seus seguidores.

Por exemplo. Um seguidor no Linkedin pode valer mais para sua marca do que um seguidor no Instagram ou do Facebook. Faça com que eles se tornem fãs da sua marca. 

10. Os resultados vêm com o tempo

Não espere retornos imediatos. Como normalmente acontece em muitas das estratégias de marketing, aumentar o brand awareness não ocorre de uma hora para outra.

Geralmente, isso costuma ser fruto de um trabalho de médio a longo prazo, por vezes, longo e com muitas tentativas de acerto. Basta destacar que as marcas que hoje estão no topo da mente dos consumidores não chegaram lá por acaso.

Então, por melhor que seja a sua solução e por mais criativas e efetivas que sejam as suas ações, não estabeleça metas irreais e não se cobre por resultados imediatos.

Entenda que seu awareness deve ser melhorado dia após dia com ações pontuais e mais uma vez eu insisto: muitos testes. 

Compare como se fosse um time de futebol que precisa golear para se classificar: sem fazer o primeiro gol, não há como atingir o objetivo.

Conclusão

Espero que você tenha gostado e comece a se planejar para aproveitar essas dicas, que são bem valiosas. É importante lembrar que construir uma marca e fazer com que ela seja reconhecida e prestigiada no mercado deve ser um objetivo a ser seguido por todos os envolvidos no seu projeto. 

Um bom alinhamento é fundamental. 

Entenda que o investimento em inovação e maturidade digital também são importantes para conseguir uma estrutura eficiente, atrelada ao reconhecimento da marca. 

Rastreie e meça suas métricas ao longo do tempo e coloque metas para que alcance sempre os melhores resultados. 

Quer uma ajuda para criar ou reinventar o seu brand awareness? Conte com a Nvox. Temos expertise de 15 anos com clientes que são marcas reconhecidas no mercado. Fale comigo AQUI. 

Até o próximo post!

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado.