Que os vídeos são cada vez mais populares nas redes sociais ninguém pode negar. Está aí o TikTok para provar isso e não tem como deixar de destacar o grande sucesso do Reels no Instagram. Vídeos curtos e bem editados viraram uma tendência que só cresce e o Youtube que não quis ficar para trás, liberou recentemente a nova funcionalidade “Shorts” para concorrer diretamente com o TikTok. 

Testado na Índia e Estados Unidos em 2020, o Youtube Shorts chegou ao Brasil e é também uma ferramenta útil para facilitar a vida dos criadores de conteúdo original que se encaixam nas diretrizes do Google e que permite ao usuário gravar vídeos de até 60 segundos na vertical. 


Veja também:


Parece algo do mesmo imitando a concorrência? 

Talvez sim, no entanto a diferença é que está dentro da maior plataforma de vídeos do mundo, que ganha cada vez mais corpo de rede social, desbancou a TV tradicional e monetiza criadores de conteúdo. 

Como funciona O Shorts

No entanto, ao contrário do TikTok, o YouTube Shorts não é um serviço independente. Você não encontrará um aplicativo YouTube Shorts na App Store ou no Google Play. Em vez disso, ele é encontrado no principal aplicativo móvel do serviço. 

Para utilizá-lo, basta abrir o aplicativo YouTube que você já possui em seu smartphone. Role um pouco para baixo e você verá uma aba “Shorts”. 

Existem dois recursos principais que o YouTube Shorts traz para o seu aplicativo móvel: uma plataforma para assistir a vídeos curtos e uma ferramenta para criar seus próprios vídeos curtos.

Como assistir Shorts no YouTube

Após clicar na aba Shorts do YouTube na página inicial do aplicativo, você verá miniaturas de Shorts populares. Clicar em qualquer um desses vídeos leva você ao reprodutor de vídeo vertical, para assistir ao clipe. A exemplo do aplicativo Music, você pode gostar ou não gostar do vídeo durante a reprodução, tocando no ícone de polegar para cima ou polegar para baixo.

É possível compartilhar o Short ou comentá-lo de dentro do player, embora isso vá pausar o vídeo. Na parte inferior do clipe, você pode se inscrever no canal do criador do vídeo. Você também pode clicar no nome do canal para ver todos os Shorts do YouTube desse criador.

Se por acaso o clipe do vídeo estiver usando música ou som de outro criador, um botão em forma de onda aparecerá no lado direito da tela. Tocar nesse botão mostrará a fonte de vídeo original do áudio e todos os outros Shorts que usam aquela música ou som em seu clipe. 

Vantagens para criadores de conteúdo

A principal vantagem do YouTube Shorts em relação a concorrência para os criadores, é a capacidade de tocar em enorme biblioteca do YouTube de conteúdo de áudio para incluir em seus shorts. 

Os criadores poderão escolher entre os sons de mais de 250 gravadoras sem se preocupar com reivindicações de direitos autorais. E a plataforma planeja, eventualmente, permitir que os usuários remixem sons de qualquer vídeo do YouTube em um vídeo de Shorts. Isso dá aos criadores mais opções e os ajuda a redefinir ou aprimorar alguns de seus conteúdos mais antigos.

Além disso, o aplicativo, que está disponível para iOS e Android, permite aos criadores unir vários videoclipes em um, controle de velocidade e um cronômetro e contagem regressiva para tornar a captura do momento certo mais fácil. 

Fundo de recompensa 

Com o propósito de estimular a produção e conteúdos, o serviço criou um fundo de recompensa e irá pagar de US$ 100 a US$ 10 mil dólares (entre R$ 519 e R$ 51,9 mil) por mês para os usuários que criarem conteúdos populares, criativos e inovadores para o serviço. 

Os valores de pagamento serão baseados em coisas como o envolvimento com os Shorts do criador e seus números de visualização, embora o YouTube não tenha fornecido quaisquer números ou limites concretos.  

Importante dizer que o YouTube não exige que os criadores que desejam obter uma parte do novo fundo gerem receita com conteúdo no YouTube, mas se você de alguma forma estiver no Programa de Parcerias, também poderá participar do Shorts Fund.

Com uma nova abordagem, a plataforma de vídeo mais famosa busca se manter economicamente atrativa para os jovens mais criativos da web.

“Shorts Fund é o primeiro passo em nossa jornada para criar um modelo de monetização para Shorts no YouTube. Esta é uma das nossas principais prioridades e levaremos algum tempo para acertar. Estamos trabalhando ativamente nisso e receberemos informações coletadas de nossa comunidade para ajudar a desenvolver um programa de longo prazo projetado especificamente para o YouTube Shorts “, disse o YouTube.

Importante destacar: Os canais devem atender aos requisitos mínimos de elegibilidade e aqueles que enviam conteúdo não original, vídeos recarregados de outros canais ou vídeos com marcas d’água ou logotipos de plataformas sociais de terceiros não serão qualificados.

Todos os curtas contarão para o desempenho mensal de curtas de um canal, independentemente de quando foram carregados, e os canais qualificados podem ganhar $100 a $10.000 por mês, ajustados com base no desempenho total de curtas e localização do público do canal. A elegibilidade é atualizada a cada mês. 

Como se destacar no Youtube Shorts

A plataforma de gestão para redes sociais MLabs listou cinco dicas de marketing para alcançar resultados com a criação de Shorts para Youtube:

1. Mostre os bastidores da marca 

As pessoas costumam gostar de ver o que acontece por trás das câmeras, por isso, mostrar os bastidores da produção (também conhecidos como making off) é uma ideia com potencial para atrair o interesse da audiência.  

Esse tipo de conteúdo cria conexão entre a marca e clientes, que se sentem incluídos no processo produtivo e criativo da empresa. 

Uma hamburgueria, por exemplo, poderia criar Shorts para o YouTube mostrando a compra dos insumos, o preparo dos alimentos e como é feita a limpeza da cozinha. Esta é uma forma de humanizar a marca e mostrar que os processos são feitos por pessoas.

2. Faça tutoriais rápidos   

Vídeos curtos do YouTube são perfeitos para que as marcas mostrem o passo a passo de como usar os seus produtos. 

Empresas que vendem softwares, por exemplo, podem gravar tutoriais curtos mostrando as principais funcionalidades da ferramenta e respondendo às dúvidas mais recorrentes dos clientes.  

Marcas de cosméticos podem produzir vídeos mostrando a textura, pigmentação e diferenciais de um batom novo. São muitas as possibilidades para as marcas se comunicarem, se mostrarem útil aos consumidores e divulgarem seus produtos. 

3. Produza vídeos educativos 

Investir na produção de vídeos educativos é uma excelente ideia para abordar assuntos relacionados à área de atuação da marca. 

Imagine que você é dono de uma empresa de moda sustentável. Criar vídeos curtos relacionados a este setor é uma forma de educar o público com conteúdo relevante e, ao mesmo tempo, despertar o desejo e a necessidade de consumir seus produtos. 

Vale lembrar que este é um dos principais preceitos do marketing de conteúdo: produzir conteúdo de qualidade, que sane as dúvidas dos potenciais clientes, nutrindo-os conforme caminham pelo funil de vendas. 

4. Participe de desafios populares  

Os desafios são muito comuns nas plataformas de vídeos curtos. Geralmente, eles contêm dancinhas, dublagens ou as famosas trollagens. Participar dos que estão em alta pode ajudar a aumentar o engajamento e alcance da marca entre os usuários. 

Mas, antes de entrar na onda e fazer todos os desafios como se não houvesse amanhã, é importante analisar as tendências que realmente fazem sentido para a marca e que se relacionam ao propósito e estilo de comunicação da empresa.  

5. Invista em parcerias de conteúdo 

As empresas podem investir na produção de vídeos curtos com parceiros que tenham relevância dentro de seu nicho de mercado.  

Esta é uma ação muito estratégica, já que os influenciadores digitais têm alto poder de persuasão e influenciam na tomada de decisão, aumentando o fortalecimento, autoridade e alcance da marca.  

Conte com seus parceiros na divulgação ou lançamento de um produto no Shorts e você conseguirá potencializar os seus resultados.  

Conclusão

Algo que você deve ter em mente é que os Shorts podem aproximar você ou sua marca dos consumidores. 

Pense que investir em vídeos curtos significa falar a língua dos novos consumidores. Como muitas pessoas já estão acostumadas com esse formato e quase todo mundo usa o Youtube, é aí também onde podem estar os possíveis e desejados clientes. 

Os produtores de conteúdo que já estiverem No Shorts sairão na frente dos concorrentes e esse recurso da ferramenta tem boas perspectivas de crescimento. Uma coisa que talvez você não saiba é que atualmente o YouTube é o segundo buscador com mais tráfego na internet, só perdendo para seu o próprio Google. 

Considere como uma nova estratégia digital, já que o YouTube Shorts, costuma atingir bons números orgânicos no início e sem a necessidade de fazer investimentos. 

Se você já tem canal no Youtube, lembre-se da dica de reciclar conteúdos e adaptar o que já existe para Shorts, aproveitando a imensa possibilidade de músicas da plataforma para caprichar na edição e atrair interessados. 

E aí, gostou dessa novidade? Na Nacional Vox também somos experts em planejamento e campanhas de mídia no Youtube para ajudar a “bombar” os seus Shorts na rede. Fale comigo AQUI.

Até o próximo artigo! 

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado.