O inbound marketing ou marketing de conteúdo é bastante conhecido e aplicado com bons resultados em empresas de todos os tamanhos e modelos de negócio, já falamos sobre isso aqui no Blog. O inbound commerce nada mais é do que uma variação disso, porém com metodologia voltada para o comercio eletrônico.

Em resumo, significa entregar conteúdos relevantes e desenvolver estratégias para o seu cliente ou lead independente da etapa de conversão (momento) em que eles se encontram. 

Portanto, o Inbound Commerce é o Inbound Marketing voltado para um público bem específico: pessoas que compram online.

É importante saber onde o seu potencial cliente procura por produtos, informações, promoções, etc. É em cima desses dados que você deve trabalhar.


Veja também:


Esteja onde o seu público está!

O Google, redes sociais (Facebook, Instagram, Twitter, WhatsApp, Youtube) e blogs são essenciais para a criação de uma estratégia de Inbound Commerce.

Será a partir dessas ações que você vai elevar o posicionamento do seu e-commerce nos buscadores (de forma orgânica ou paga), aumentar seus visitantes, fãs e seguidores nas redes sociais e, por consequência tornar o seu nome uma referência na área.

E-commerce continua em alta

O e-commerce disparou nos últimos 12 meses e com ele, as táticas de inbound marketing de experientes profissionais de marketing de e-commerce aceleraram, competindo para atrair visitas, clientes para o site ou plataforma e alcançar vendas. 

Embora uma estratégia de marketing de e-commerce saudável sempre inclua uma mistura de inbound marketing e ações offline, com a demanda e a competição atingindo o pico em 2021, não há dúvida de que esse é o momento de se concentrar em sua estratégia de inbound commerce tendo como foco aumentar seu ROI (retorno sobre investimento).

Só para se ter uma ideia, o comércio eletrônico brasileiro cresceu 72,2% no primeiro trimestre de 2021. Com R$ 35,2 bilhões em vendas entre janeiro e março de 2021, o país registrou aumento de 72,2% na comparação com 2020. Outro dado interessante é que o tíquete médio das compras aumentou 9,4% e atingiu R$ 447,90 no período. 

Pensando nisso, separei 5 estratégias testadas e aprovadas que irão impulsionar seus resultados de inbound commerce para que você possa criar uma boa estrutura inbound e aumentar seus clientes e receitas em 2021:

1. Instagram Shopping

Nos últimos anos o Instagram explodiu como plataforma social. Provavelmente você já usa o Instagram para fins de marketing ou mesmo para alcançar novos clientes. 

Vender pelo Instagram já é uma estratégia de sucesso adotada por muita gente. Com mais de um bilhão de usuários no mundo todo, a rede é o lugar certo para estar com sua marca e alcançar resultados. 

A ênfase em visuais limpos e de alta qualidade torna o Instagram ideal para a exibição de produtos e agora também é o local para compras.

Com as postagens que podem vender produtos ou serviços diretamente pelo seu perfil comercial, é possível aumentar o número de visitantes em sua loja  do Instagram por meio de uma experiência de usuário perfeita.

Para utilizar esse recurso, você deve configurar seu catálogo de produtos no Facebook e conectar-se à sua conta comercial do Instagram. Depois disso, você pode marcar qualquer produto em suas postagens que os seguidores possam comprar. 

Outra forma que as lojas de comércio eletrônico podem explorar esse recurso é combiná-lo com o marketing de influência.

Ao criar mais de 9 postagens de venda no Instagram, você terá uma guia “Comprar” em seu perfil do Instagram, onde os seguidores podem acessar seus produtos e fazer compras. 

2. Conteúdo personalizado agora é rei

Com grandes empresas como Amazon e Netflix liderando o caminho, a personalização de conteúdo é uma tendência que todo e-commerce deve adotar. Considere isso, os compradores em potencial provavelmente virão até sua loja quando você exibir produtos relevantes para eles. 

Além disso, 72% dos consumidores dizem que agora só se envolvem com mensagens de marketing personalizadas e ajustadas aos seus interesses. Portanto, se ainda não o fez, deve considerar utilizar a personalização de conteúdo como uma de suas mais fortes táticas de inbound marketing de e-commerce.

Para uma personalização de conteúdo eficaz, você precisa considerar os seguintes critérios:

  • Interações anteriores do visitante em seu site.
  • Dados demográficos, como localização, sexo, idioma, etc.
  • Hora da visita, como hora do dia, mês ou ano.
  • Interesses declarados do visitante.

Por meio da personalização do site, cada visitante vê uma página personalizada com os produtos que deseja comprar. 

A Amazon é um exemplo popular de personalização de conteúdo. De recomendações de produtos a informações de envio com base em sua localização, cada usuário da plataforma vê uma loja de comércio eletrônico com seus produtos favoritos. Isso é personalização. 

Não sabe como fazer? Fale comigo AQUI.

3. Realidade aumentada (AR) 

Com a realidade aumentada (AR) e a realidade virtual (VR), os usuários têm uma visão melhor do que estão interessados, antes de concluírem a compra.

A AR permite que os compradores em potencial adicionem um produto ao ambiente antes de comprar. Isso mostra como um produto pode se ajustar a um ambiente. Na realidade aumentada são inseridos elementos do mundo digital no mundo físico através de smartphones ou alguma tela. 

Imagine simular como ficaria um móvel na sua casa? Isso já é possível!

A Ikea, gigante do setor tem um aplicativo onde você pode simular um sofá na sua casa, por exemplo, antes de decidir pela compra. Algumas marcas de tinta conhecidas também estão adotando a ideia para que os clientes testem as cores em suas paredes. 

Essa é uma ótima possibilidade para aumentar as vendas online com uma experiência diferenciada. Além disso, é uma forma de diminuir a insatisfação do próprio cliente.

4. Transformando visitantes em leads

Na maioria das vezes o usuário não efetua a compra nas primeiras visitas ao seu e-commerce, mas você não precisa perder o visitante: basta transformá-lo em um lead. Uma das formas mais comuns é utilizar landing pages.

Sua loja virtual pode direcionar o usuário para outra página que ofereça por exemplo um cupom de desconto ou alguma recompensa por se inscrever para receber novidades. Em troca, o usuário deixa seus dados de contato, que poderão ser usados para envio de e-mails marketing ou mensagens de carrinho abandonado, entre outros. 

Outra opção para captar leads é usar pop-ups ou formulários enquanto o usuário navega. Faça promoções usando essa possibilidade com desconto exclusivo ou alguma oferta. 

5. Atração de tráfego

Quando você começa a aplicar as dicas anteriores, é fundamental focar na atração de tráfego e também na produção de conteúdo e SEO a ele relacionado. O objetivo é criar um conteúdo otimizado.

Ter um blog como canal de conteúdo é comum nas estratégias de inbound commerce para focar em ações específicas para entregar informações que sejam relevantes para os potenciais compradores. O ideal é criar conteúdo que seja capaz de enriquecer a própria loja virtual. 

Muitas plataformas de e-commerce possuem módulos para criação e blogs, mas a plataforma wordpress também pode ser uma boa opção. 

Um exemplo bem pontual é o Magazine Luiza, que tem um blog chamado “Lu Explica” com categorias segmentadas e focadas em ajudar o consumidor com conteúdos que não vendem diretamente os produtos, mas direcionam para interesses específicos. 

Para criar uma estratégia de inbound commerce que gere atração, é essencial que na página do produto tenha a descrição trabalhada e enriquecida com pontos-chave, tanto em questão de palavras-chave quanto em pontos de interesse do cliente.

Por isso, é necessário produzir bastante conteúdo útil para as páginas dos produtos em vez de fazer apenas uma ficha técnica daquele item. Importante também que a página tenha conteúdo rico para divulgá-la em outros canais, criando por exemplo links através do blog em paralelo e divulgando em redes sociais. 

Conclusão

Hoje em dia tudo tem que ser prático, fácil e não adianta querer aplicar estratégias de inbound commerce, se a plataforma da sua loja virtual não oferece muitas possibilidades de criar ou ampliar os conteúdos para trazer uma melhor experiência ao usuário. 

Já falamos sobre isso anteriormente, sugerindo qual a plataforma de e-commerce mais indicada para resultados. 

Para capturar e gerar leads você com certeza irá precisar de uma ferramenta de gestão que ofereça templates para email marketing, landing pages e automação de envios. Existem muitas no mercado, algumas grátis. O bacana é que quase todas oferecem um test drive para testar durante um período, antes de optar pela assinatura. 

Implementar uma estratégia apenas porque ela é popular pode levar a resultados ruins para sua loja de e-commerce. Para evitar isso, certifique-se de usar estratégias de marketing de forma eficaz com seu público. 

O inbound commerce é perfeitamente aplicável, por isso coloque em seu planejamento para fazer sua loja virtual crescer. 

Por fim, acompanhe sempre as métricas de desempenho para saber o que está dando certo e quais pontos devem ser melhorados. Dessa forma, você consegue identificar se está conseguindo atrair as pessoas certas para seu e-commerce. 

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado.