O SEO (Otimização para mecanismos de busca) é um conjunto de técnicas de otimização, que tem como objetivo melhorar o posicionamento de uma página nos resultados orgânicos dos buscadores, alcançando mais acessos e a possibilidade de conversão.

Existem mais de 240 itens para o bom posicionamento de uma página no Google. Mas não se assuste: atender todas essas regras não é tão simples, muito menos feito por todos, inclusive pelos seus concorrentes. 

Mas, as regras básicas de SEO devem ser entendidas por qualquer pessoa ou empresa que tenha um site profissional, ou pelo menos deveria.

A otimização pode ser on-page ou off-page. A on-page é aquela feita dentro da página, incluindo endereço, conteúdo e estrutura dela. Já a off-page é feita fora do site, como divulgação do conteúdo, backlinks e outras ações.

Neste post vamos falar sobre a otimização on-page. Mas afinal como essa técnica pode ser entendida de uma forma mais aprofundada? 

Otimização on-page em SEO refere-se a práticas e mudanças que podem ser ajustadas diretamente em um site para melhorar o desempenho em motores de busca como Google, Bing ou Yahoo. 

Qualquer coisa como código do site, metatags, conteúdo e muito mais podem ser ajustados diretamente para melhorar o seu SEO.

Apresentar sua empresa ou negócio na internet é cada vez mais importante. Mesmo havendo uma competitividade muito grande no mundo virtual, não se pode deixar de aparecer nos mecanismos de busca. E mais do que aparecer, é preciso estar na frente!

As regras de ranqueamento do Google tem por objetivo trazer para o usuário um conteúdo útil e relevante, para que ele não precise retornar à busca novamente.

O seu maior esforço será produzir conteúdo que realmente seja interessante e praticar as técnicas de SEO constantemente. É um trabalho contínuo, mas que vale a pena por trazer resultados seguros e investimento financeiro menor.

Manter as melhores práticas de SEO on-page é importante porque é a única área que está diretamente sob seu controle. Aprenda a configurar seu site com estratégias de SEO e práticas recomendadas:

1. Escolha bem sua palavra-chave

 

Definir e utilizar uma palavra-chave, ou mais, contribui diretamente para o ranqueamento de seu conteúdo ou site nos principais mecanismos de busca. 

Uma vez que as palavras-chave são os termos procurados pelos usuários para retirada de dúvidas ou busca por um determinado produto ou serviço, elas possibilitam diversas soluções, tanto para o consumidor quanto para a empresa que está posicionando-as.

Por isso, o sucesso do seu conteúdo, bem como a taxa de conversão em vendas ou leads podem ser alcançados por meio da escolha correta de palavras-chave. Afinal, quando bem definida, uma palavra-chave é capaz de atingir milhares de usuários com apenas um clique em um buscador.

Para defini-la de maneira assertiva, faça um estudo sobre um público qualificado, por meio de uma persona para o seu negócio, e depois avalie o seu volume de busca por um determinado termo.

Você pode usar palavras-chave de cauda curta ou cauda longa. Aqui nesse artigo, você pode entender melhor a diferença entre uma e outra. 

As regras de ranqueamento do Google visam uma boa experiência do usuário, por isso a palavra chave deve ser inserida no texto de forma natural conforme a semântica do conteúdo.

2. Palavra chave no título

Colocar sua palavra-chave alvo no início do título (também conhecido tecnicamente como H1) ajuda você a ganhar preferência nos mecanismos de pesquisa. Esse é o elemento mais importante para o algoritmo do Google. Por isso ele deve ser bem atraente.

É importante que sua palavra chave esteja presente nele, e interessante que ela seja a primeira palavra do título. Caso não seja possível, quanto mais a esquerda ela estiver, melhor é. Digamos que o título do seu post seja “vendas online estão em alta durante a pandemia”, então a palavra chave a ser destacada no texto  é “vendas online”. 

Outra dica é usar um titulo de até 63 caracteres, assim evita-se que a frase fique cortada ao meio na página de busca. 

Para quem ainda não sabe, a URL é o endereço da sua página. Este é outro local que você deverá incluir suas palavras chave. A ideia é descomplicar, então evite usar números, códigos ou letras que não fazem sentido.

Quando o algoritmo do Google ler a sua URL ele deverá entender do que se trata aquela página, então o ideal é utilizar uma linha curta que defina o seu conteúdo.

3. Meta Descrição

Também conhecida como meta description (em inglês), é o resumo do seu texto, que aparece abaixo do título nos mecanismos de busca. É essencial para uma melhor performance no ranqueamento, sendo uma estratégia que pode ampliar a taxa de cliques na página ou site.

Algumas plataformas facilitam muito a sua otimização, um ótimo exemplo é quando vamos aplicar estratégias de SEO On-Page no WordPress.

É possível otimizar a meta description por meio da ferramenta Yoast, que disponibiliza um limite de até 160 caracteres para a descrição de seu conteúdo.

De dica é: seja claro e objetivo, pois muitos leitores só entram em uma página após lerem o seu resumo, mesmo após a visualização do título.

Portanto, essa é a segunda chance de conquistar mais visitantes ou quem sabe interessados no seu produto ou serviço. 

4. Imagens com atributo Alt

Essa é uma parte importante do SEO on-page que muitos acabam não prestando atenção. As práticas para otimizar imagens que você vai incluir no seu site ou post, consistem em atribuir um título para imagem, redimensionar o tamanho delas facilitando assim o carregamento e adicionar também uma descrição.

Ao adicionar um título para imagem coloque a palavra chave separada por traço ( ex: otimização-on-page). Para a descrição você deverá usar um texto curto entre 4 a 8 palavras que se refira ao conteúdo principal da página.

Para tornar seu conteúdo mais explícito, é possível utilizar imagens e gráficos para ilustrar o assunto, ou até mesmo oferecer um tutorial sobre o tema.

No entanto, para posicioná-lo nos primeiros resultados de busca, é necessário incluir o atributo ALT em imagens, ou seja, um texto alternativo para descrever o que a imagem representa.

Outro local para utilizar a palavra-chave é no nome do arquivo de imagem.

Se for utilizar duas ou mais imagens na página, é possível variar as palavras-chave com pequenas mudanças ou sinônimos para obter um melhor nível de ranqueamento nos mecanismos de busca e, também, para possibilitar que o arquivo se sobressaia nas pesquisas de imagens do Google, por exemplo.

5. A URL tem que ser amigável

Outro elemento importante para fazer um bom SEO on-page é otimizar e deixar mais amigável a URL (Links de páginas). 

A verdade é que se você ainda tem URLs confusas como essa:

“http://www.exemplo.com.br/30%20/teste%202.0%20chapter%202B%20between%20chapter%202%20and%203%20.html”

… as chances são que o seu site ou blog está perdendo visitantes, ou seja, o seu tráfego está diminuindo.

É possível deixar suas URLs amigáveis de diferentes maneiras:

  • inclua a palavra chave na URL;
  • separe as palavras da URL com hífen;
  • use letras minúsculas;
  • faça URLs curtas e objetivas;
  • evite URLs com códigos, números e símbolos, pois os motores de busca não identificam bem.

Além da apresentação do endereço do seu conteúdo ficar melhor aos olhos do visitante, ainda ranqueia melhor nas otimizações do Google.

6. Capriche nos links internos

Os links internos (quando você direciona para outras páginas do seu site) ajudam o visitante a encontrar as informações que ele precisa e por isso devem ser feitos de maneira clara e objetiva, para que a experiência de navegação seja positiva e a taxa de rejeição seja baixa.

O algoritmo do Google analisa dois aspectos de um link interno ou externo: a âncora, isto é, a palavra ou a imagem que aparece no link, e o contexto semântico em que ele se encontra.

Se quer mostrar ao Google que seus assuntos conversam entre si e que as páginas do seu site possuem uma hierarquia adequada, lembre-se sempre de utilizar links internos.

Conclusão

Além das dicas acima, ter um site responsivo é fundamental para aplicar o SEO on-page.

Se o seu site oferecer um design responsivo, os usuários terão acesso a todo o conteúdo sem nenhum tipo de problema, o que traz uma satisfação maior para os visitantes e isso é um fator importante para o Google te mostrar como um resultado relevante.

Cada vez mais as pessoas usam smartphones e tablets, e se o seu site não é responsivo pode estar perdendo clientes para o seu concorrente. Fique atento!

O SEO é um trabalho em conjunto, por isso não deixe de ter atenção aos outros pontos das otimizações por buscas orgânicas, como bom uso da palavra-chave, tempo de carregamento do seu site e monitoramento dele.

Precisando investir fortemente na otimização de SEO on-page da sua marca? 

A NVX tem especialistas de SEO prontos para ajudar você a alcançar os melhores resultados e ser bem visto pelo Google, nas primeiras páginas. 

Fale comigo AQUI.

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado.