Landing Page, ou página de destino, ou ainda na tradução literal “página de aterrissagem”, é uma estratégia utilizada com bastante sucesso no marketing digital para obter conversões além do seu site normal ou blog. 

Pode ser entendida também como uma página dedicada que tem como objetivo gerar conversões. Seja de um cliente, lead ou oportunidade. 

Embora a página inicial do seu site tenha dezenas de possíveis distrações, a página de destino é super focada. Ter menos links aumenta as conversões, pois há menos cliques tentadores que afastam os visitantes da chamada para a ação. 

É por isso que profissionais de marketing sempre usam uma landing page como destino do tráfego.

Claro, que a página inicial do seu site é atrativa e parece incrível. Ele mostra a marca, permite que as pessoas explorem uma gama de produtos e oferece informações adicionais sobre a empresa e seus valores. 

A partir dele, um visitante pode ir a qualquer lugar – se candidatar a um emprego, ler posts de blog, conferir cases de clientes, revisar os termos de serviço, etc.

Mas eles não necessariamente fazem uma compra. E esse é o ponto!

Por que as landing pages são importantes?

Muitas empresas enviam seu tráfego de mídia paga, email ou mídia social para sua página inicial. Esta é uma grande oportunidade perdida. Quando você sabe que um fluxo de tráfego direcionado chegará ao seu site, você pode aumentar a probabilidade de converter esse tráfego em leads usando uma página de destino segmentada.

Imagine que você tenha um anúncio de CPC (custo por clique) do Google Ads em exibição para uma de suas melhores palavras-chave. Mesmo se você anunciar o quão diferenciada e interessante é sua empresa e alguém ainda clicar nesse anúncio, deseja enviá-lo para a home do site? 

Quando os visitantes chegam ao seu site, o que eles devem fazer e o que você quer que eles façam?

Após descobrir que ação você deseja que um visitante execute, facilite-o a fazer exatamente isso. Envie-os para uma landing page que solicite a conclusão dessa ação. Você verá a eficácia do seu marketing digital melhorar bastante! 

Tipos de Landing Pages

Você verá algumas variações de landing pages por aí, dependendo das estratégias pensadas, mas na verdade existem dois tipos principais (definidos por seus objetivos):

1.Geração de leads: também chamadas de páginas para captura de leads, elas usam um formulário como chamada à ação (CTA). Esse formulário quase sempre coleta dados de leads, como nome, email e telefone dos visitantes. 

Você pode oferecer algo de graça, como um ebook ou webinar, em troca de informações de contato. Quem vende pela internet também pode usar essas páginas para criar listas ou oferecer frete grátis, bem como ofertas especiais.

2.Cliques para vendas: usadas com freqüência pelos profissionais de ecommerce e SaaS (software como serviço), as páginas de cliques vão diretamente para a venda de algum produto, trial ou assinatura. Geralmente têm um botão simples como call to action que envia o visitante para um fluxo de checkout (como a loja de aplicativos) ou conclui uma transação.

Quais os elementos de uma Landing Page?

Você precisa de uma oferta!

Pode ser um ebook, uma planilha, infográfico ou um vídeo com conteúdo isca relevante para vendas de cursos, por exemplo, que oferecem links e downloads.

Mas atenção: a oferta deve ser do interesse do cliente ideal (persona) e estar relacionada ao estágio do ciclo de compra em que ele está. Geralmente, quando um cliente em potencial se encontra nos estágios iniciais (ainda na descoberta e aprendizado), a oferta será mais educacional e relaciona-se à pesquisa de opções disponíveis.

Mais adiante na jornada de compra (por exemplo, interesse e decisão), a oferta será focada nos critérios de compra e no processo de tomada de decisão. 

Elementos que devem compor uma landing page:

  • Uma página completamente focada na oferta. Até a navegação no site é removida para não distrair a oferta.
  • Um título e espaço convincentes para explicar como a oferta oferece valor suficiente para que um visitante concorde em deixar um endereço de email e outras informações. Marcadores incluídos para detalhar os benefícios.
  • Uma imagem mostrando a aparência da oferta.
  • Um formulário para capturar no mínimo um endereço de email e, quando necessário, obter mais informações (nome, nome da empresa, pergunta de qualificação da persona, perguntas de negócios, etc)
  • Um meio para entregar a oferta – também conhecida como página de agradecimento

Entregue a oferta com uma página de agradecimento 

A página de agradecimento é essencial para concluir a experiência na página de destino (landing page). Tente sempre criá-la para deixar sua entrega mais assertiva.

É uma página separada que aparece após o preenchimento do formulário e quando o visitante clica no botão Download. Pode também oferecer a oferta promissora e direcionar a navegação para o restante do site.

Não se esqueça de incluir frases de chamariz adicionais em sua experiência de agradecimento: um convite para assinar o blog ou fazer o download de outra oferta relacionada. 

Evite colocar o agradecimento na landing page. Isso não é ideal por alguns motivos:
  • É trabalhoso avaliar o sucesso da sua página de destino, a não ser metrificar visitas, conversões e origem. O objetivo é alcançar a página de agradecimento, mensurável no Google Analytics e em outras análises de software de marketing.
  • Seu lead está perdido, pois a landing page por questões estratégicas não inclui a navegação no site. Isso muitas vezes pode ser frustrante!
  • Você perde a oportunidade de desenvolver ainda mais o relacionamento com sua marca, oferecendo os próximos passos. 

O que não pode ficar de fora de uma landing page

Título e subtítulo

Estudos indicam que, de cada 10 visitantes de uma página, 8 leem seu cabeçalho, mas somente 20% deles vão conferir o resto da página. É a chamada “atenção seletiva”.

O visitante não tem tempo a perder e você precisa ir direto ao ponto para captar a sua atenção. Por isso o título e o subtítulo de uma landing page são mesmo seus principais elementos.

As chamadas principais da página devem transmitir a proposta de valor que o seu negócio deseja e atrair o visitante para querer saber mais a respeito.

Se o usuário chega à landing page para baixar um ebook ou se inscrever em um curso online, por exemplo, ele precisa ter essa solução imediatamente à vista.

Nada de ficar enrolando com texto dispersivo. 

A peça também deve transmitir o senso de urgência para que ele seja estimulado a agir mais rápido, sem dar margem para que mude de ideia. Um título de landing page poderia incluir algo como “baixe agora, só restam 5 minutos”, por exemplo.

Imagem

Não só um bom título e subtítulo, que transmitam com clareza sua proposta de valor, são importantes. Escolher uma imagem de qualidade ajuda a atrair interessados. 

Lembre-se da velha frase: “uma imagem vale mais do que mil palavras” e na landing page ela precisa ser marcante e definitiva. Talvez uma foto genérica retirada de banco de imagem possa distrair o visitante do foco da conversão.

Para criar uma imagem diferenciada, utilize ferramentas de edição de imagem como o Canva, que pode te ajudar. É simples e intuitiva. Com ela, você tem acesso a vários templates prontos, basta personalizar para usar.

Oferta

Descreva sua oferta de forma claro. Isso vai ajudar a empresa a vender sua ideia e eliminar possíveis dúvidas da mente do visitante.

Siga algumas dicas para melhorar a experiência de leitura e conteúdo de landing page que converta em leads ou vendas:

  • Destaque em negrito ou cores alegres termos importantes, como botões de CTA, destacando o conteúdo a ser oferecido ou recompensa
  • Importante focar nos benefícios e não apenas em números ou funcionalidades
  • Busque usar frases curtas e objetivas
  • Vídeos curtos e explicativos também são eficientes
  • Utilize bullet points para facilitar a leitura.

A prova social, também ajuda no convencimento da conversão. Incluir depoimentos de pessoas que compraram, baixar ou encontraram valor na sua oferta pode ajudar os visitantes a tomarem ação.

Eles funcionam como recomendações.

Formulário

É através dele que acontece a grande mágica da landing page, a conversão, e precisa ter uma dedicação e atenção especial na sua construção. 

Procure incluir apenas as informações que realmente você precisa coletar dos leads. Os campos mais utilizados são nome, email, telefone, cidade, estado, cargo… 

Mas lembre-se que, quanto mais dados você pedir sobre o visitante ou a empresa dele, mais ele vai pensar em abandonar o formulário sem dar qualquer satisfação.

Portanto, dependendo da sua estratégia, se precisar ser rápida, basta o email para direcionar à outras ações de marketing. 

Conclusão

Como vimos até aqui, a landing page é uma ferramenta online que pode ser extremamente benéfica para os seus negócios, aumentando a quantidade de clientes em potencial. 

Elas se concentram no seu público alvo e fornecem aos visitantes acesso fácil e direto a um produto ou serviço no qual estão interessados. Podem ser personalizadas para manter os visitantes envolvidos com a oferta, incentivando-os a executar a ação desejada e aumentando as vendas. 

Além disso, não há necessidade de reinventar a roda, porque você sempre pode usar os melhores modelos que já existem no mercado e em algumas ferramentas pagas que oferecem a funcionalidade. 

Se você ainda não estiver usando landing pages para promover seu produto ou serviço, poderá perder uma excelente oportunidade de marketing!

Quer saber como começar a usar landing pages para sua empresa? Ou precisa de ajuda na sua estratégia de oferta? Fale comigo AQUI.

Até o próximo post! 

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado.