Dezembro continua sendo um mês tradicional para as empresas fecharem ou aprovarem seus planejamentos para o próximo ano. Por isso, nada melhor do que acompanhar as tendências de marketing que vão emplacar em 2022, de acordo com especialistas do mercado digital. 

Antes de mais nada… é bom dizer: 2021 foi um ano de reinvenção para muitos negócios, ainda devido à pandemia. Então se você ainda não tem muito em mente o que fazer ou empacou em alguns projetos, nada melhor do que focar naquilo que deu certo ou é uma aposta para acontecer.  

Aqui mesmo no Blog, você vai encontrar vários artigos que fizemos durante o ano com os mais variados temas, que podem ajudar na construção de suas ações de marketing. Sempre estamos atentos para as novidades e melhores práticas do marketing digital para ajudar empresas a alcançarem sucesso. 


Veja também:


Trabalho remoto ou híbrido?

Ainda com as  incertezas sobre o fim da pandemia e a discussão se em 2022 a economia retorna com força total, o fator presencial volta a ganhar importância. Mesmo com a migração definitiva de inúmeros negócios para o home office, a tendência mesmo é que o sistema híbrido de trabalho se popularize em uma espécie de “novo normal”. 

Uma pesquisa feita pelo Great Place to Work (GPTW) com 2.008 pessoas e divulgada com exclusividade pelo Valor Econômico mostrou que 30,2% dos respondentes afirmam que as empresas onde trabalham já adotaram uma nova política em relação ao formato de trabalho. Entre esses, 77,7% ficarão com o modelo híbrido no contexto pós-pandemia. Sendo que a maioria já trabalha nesse formato híbrido e considera esse modelo para o futuro. 

O levantamento apontou ainda que, atualmente, 46,8% de quem respondeu já atua em uma organização que adotou o modelo híbrido, enquanto 37,1% estão totalmente remotos e os demais, 100% no presencial. 

Marketing de Influência veio para ficar

Muitas empresas ainda torcem o nariz para isso, porque tem um custo geralmente alto, mas o certo é que o marketing de influenciadores evoluirá de tendência para uma tática de marketing comum. 

A Hubspot, maior plataforma de inbound marketing e vendas do planeta, fez uma pesquisa em seu Blog com profissionais de marketing B2C e B2B de vários países e também manteve conversas com especialistas do setor. 

A principal pergunta foi: 

  • Como e por que o marketing de influenciador passou de uma tendência para tática de marketing bastante utilizada? 

A resposta foi que os influenciadores geralmente são mestres nas plataformas que usam e no campo ou tópico sobre o qual falam. Eles já têm um público engajado, interessado em seu conteúdo e influenciado pelas informações que oferecem ou distribuem.

Quando os profissionais de marketing colaboram com influenciadores e líderes de pensamento do seu setor, eles podem expandir o conhecimento da marca e ganhar fãs do próprio público do influenciador. 

Micro Influenciadores

Não tem verba para contratar um influenciador que seja celebridade com milhões de seguidores? Não tem problema. 

Na verdade, mais de 56% dos profissionais de marketing que investem em marketing de influenciador trabalham com micro influenciadores, que são os perfis de redes sociais com um número menor de seguidores (normalmente, de milhares a dezenas de milhares de seguidores). 

Embora tenham menos seguidores, suas postagens costumam ter mais impacto devido ao seu maior nível de engajamento e fidelidade dos fãs. Esses influenciadores também encontraram um nicho em seu setor – e é por isso que começaram a desempenhar um papel mais importante na conversão de leads, conectando-se com o público e aumentando o conhecimento da marca.

Conteúdo com uso de dados e análises profundas

Que tal aproveitar os dados para entender o que deu certo em suas campanhas e ações, através de análises detalhadas e profundas que mostrem o impacto alcançado com tráfego, audiência, visualizações, alcance, aberturas, cliques e automações? 

Criar conteúdos que façam sentido para um Blog por exemplo: analise os melhores conteúdos publicados e que obtiveram mais visitantes, cliques e menor rejeição. Isso é fácil de fazer pelo Google Analytics. 

Nesse caso o tráfego importa para construir novas pautas afins ou relacionadas que virem artigos que a audiência gosta, para gerar ainda mais visitas e tráfego. 

Na busca de qualificação de leads, utilizar a funcionalidade de lead scoring ou pontuação por interesse em materiais distintos, torna mais assertiva a entrega do marketing. Podem ser atribuídos pontos por aberturas e cliques de emails, conversões em determinadas páginas, visitas ao site, fluxos de automação, etc. 

Os vídeos curtos vieram para ficar

Mesmo com os vídeos longos podendo oferecer mais informações e detalhes sobre conteúdos, os vídeos curtos são comprovadamente mais eficazes. Basta ver o sucesso do Tik Tok, o enorme crescimento dos Reels no Instagram e mais recentemente os Shorts no Youtube. 

Lembre-se que não só é necessário menos largura de banda para criar um vídeo curto, mas esse tipo de formato se alinha bem com o interesse cada vez maior do público em consumir conteúdos instantâneos on-line em uma variedade de dados demográficos. 

Dados apontam que 31% dos profissionais de marketing globais atualmente investem em conteúdo de vídeo de formato curto, 46% deles consideram a estratégia eficaz quando se trata de desempenho e engajamento. E, em 2022, 89% dos profissionais de marketing globais planejam continuar investindo nele ou aumentar seus investimentos.  

Melhora da experiência mobile

Não é novidade nenhuma que o uso de smartphones e tablets está crescendo vertiginosamente pelo mundo, trazendo também a necessidade de melhorias e aprimoramentos para que a experiência mobile seja ainda mais incrível. Mais da metade do tráfego em sites hoje vem dos dispositivos móveis. 

Os especialistas informam que à medida que a geração Y (millennials) e o público da Geração Z continuam a aumentar o seu poder de compra, as experiências digitais otimizadas para dispositivos móveis serão ainda mais vitais a serem consideradas pelas empresas que vendem produtos e serviços para essas gerações em ritmo acelerado e altamente conectadas. 

As experiências mais eficazes no mobile não são importantes apenas para sites de marcas, mas também em outras estratégias de marketing importantes. 

Por exemplo, 56% dos profissionais de marketing que trabalham com email estão focados em fornecer experiências através de templates e conteúdos formatados para ler em celulares e tablets. 

Marketing experiencial

As campanhas de marketing experiencial permitem que o público entre em uma experiência imersiva, geralmente em um lugar físico ou por meio de uma plataforma de Realidade Aumentada. 

Basta ver a transformação esse ano da maior empresa de redes sociais do planeta, o Facebook, que decidiu alterar o nome da marca para “Meta” (derivado da palavra metaverso), exatamente a experiência por trás dessa tecnologia AR/VR. 

Não só para jogos ou passeios virtuais, o marketing experiencial é vital para marcas que já fazem uso dessa tática de forma ativa. Como exemplo posso citar a Red Bull, que criou uma experiência fascinante, extremamente ligada ao produto energético. 

O projeto girou em torno de Felix Baumgartner, um paraquedista de coragem, energia e paixão pelos esportes radicais, conceitos que têm tudo a ver com a identidade da Red Bull. A ideia era quebrar o recorde mundial de queda livre ao saltar desde a estratosfera, a uma altura de 39 quilômetros do solo. 

Felix também se tornou a primeira pessoa a ultrapassar a velocidade do som sem a ajuda de um motor. Mais de 8 milhões de pessoas assistiram o evento ao vivo, todas ansiosas para saber o resultado da aventura. Com o sucesso do pouso, o público celebrou e, certamente, associou a marca a um sentimento extremamente positivo. 

SEO para direcionar tráfego de pesquisa

Essa é uma tendência que nunca sai de moda e apenas fica mais aprimorada. A melhoria do alcance orgânico é que garante para uma empresa ou marca serem encontradas facilmente na internet ou nos mecanismos de buscas. 

Como profissional de marketing, devo garantir que nossos sites criados para os clientes aqui na agência e conteúdos sejam o mais detectáveis ​​possível, especialmente no Google, o que pode fornecer retornos de tráfego de curto e longo prazo. 

Embora o SEO não seja novo, suas estratégias estão se tornando ainda mais aprofundadas nas ações de marketing.

Conforme o interesse e a necessidade por estratégias de SEO aumentam por parte das empresas ou negócios, também crescem todas as oportunidades de otimização de busca. 

À medida que os algoritmos do Google evoluíram, o SEO evoluiu muito mais do que produzir postagens básicas que respondem a consultas de pesquisa simples. Agora, as marcas estão investindo em especialistas em SEO que podem ajudá-las em tudo, desde relatórios de insights de pesquisa até otimização de multimídia. 

Publicidade Nativa

Conteúdos pagos em sites ou plataformas de terceiros estão se tornando comuns e devem aumentar em 2022. Ao contrário da publicidade tradicional, projetada para interromper e se destacar, a publicidade nativa pode se misturar e promover sua marca para um novo público que, de outra forma, nunca aprenderia sobre você.

Como os anúncios nativos não parecem com os anúncios tradicionais, os consumidores são mais propensos a consumi-los – na verdade, os consumidores veem os anúncios nativos mais de 50% mais do que os anúncios em banner. 

Exemplos de publicidade nativa podem ser encontrados nas redes sociais, por meio de resultados de mecanismos de pesquisa, plataformas de recomendação de conteúdo (aqueles links para vários outros conteúdos em que você pode clicar na parte inferior da página para ler mais sobre ou relacionados ao tópico) ou em campanhas.

O Instagram é uma rede social popular que rotineiramente faz parceria com marcas para publicidade nativa. Aproveitando os recursos do Instagram stories ou shop, as marcas podem compartilhar postagens semelhantes ao estilo de postagem dos seguidores do usuário médio, enquanto anunciam sutilmente um produto. 

Conclusão

Antes de encerrar o artigo é preciso dizer que existem muitas outras tendências de marketing para o próximo ano, apontadas pelos mais diversos canais e especialistas. Porém, quis fazer um apanhado do que há de mais consensual e utilizado por agências e profissionais que atuam no digital. 

Essa é apenas uma lista para nortear suas ações e campanhas de forma a acompanhar o mercado, sem medo de errar. 

Você está atualizado… por enquanto! E, contanto que acompanhe as tendências de marketing (e sempre esteja aberto a mudanças) sua empresa ou negócio não ficará para trás. 

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado.