Foi lançado semana passada o novo site de tecnologia do Yahoo! – e Marissa Mayer, mais uma vez, acertou. Capitaneada por David Pogue, que até ano passado assinava uma das mais lidas e respeitadas colunas de avaliação de produtos de tecnologia no jornal New York Times, a nova página do portal especializada em tecnologia ficou demais!

Primeiro, pelo design da home, apresentado como um álbum de fotos, com 4 destaques do tipo manchete, 2 secundários ao lado e mais pelo menos 12 linhas de chamadas – algumas animadas.

A navegação é ainda melhor do que a apresentação: o Yahoo Tech! comporta-se como um blog site, já que quando você desce a tela toda, mais linhas de postagens são carregadas. O menu do topo, em que ficam a caixa de busca e os acessos de login ao postal e ao e-mail, acompanham a rolagem.

Quando você clica em um destaque, a postagem é aberta no meio da tela, entre as linhas de chamadas, sem mudar de página, mas com URL amigável específica. Cansou do texto, não é o que você esperava? Você pode fechá-lo com o botão X ou apenas continuar rolando a página para cima ou para baixo, atrás de outro assunto que lhe interesse.

No conteúdo, além das clássicas resenhas de produtos de Pogue (em vídeo e texto), há também colunistas, tutoriais e uma espécie de consultório para tirar dúvidas com o editor e notícias – categorias que formam o menu principal. Esta flexibilidade permitiu que, durante a CES 2014 (maior feira de tecnologia do planeta), uma seção chamada "O melhor da CES" fosse criada e ficasse em destaque.

A seção mais interessante do site, porém, se chama "Kickstarter Reviews", que, como o nome já diz, traz avaliações de "futuros produtos" que usam a plataforma online de financiamento de projetos inovadores para tentar se viabilizar. O objetivo, claro, é mostrar para o público leigo se vale mesmo a pena dar dinheiro para fazer com que certo produto ganhe o mercado ou se vale a pena comprar um que já esteja sendo comercializado.

Para entender melhor o conceito por trás do novo site – Yahoo! Tech 1.0, como ele destaca -, leia o editorial de Pogue, aqui.

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado.